COELHO GIGANTE

 

 

Conheça melhor o Gigante de Flandes.

 

O coelho Gigante de Flandes é uma raça muito antiga datada dos séculos XVI e XVII, formada na Bélgica em uma região de nome Flandes. Possui pêlo curto e liso com uma grande variedade de cores. Atualmente a raça conta com sete cores: branco, negro, cinza ferro, cinza claro, cinza escuro, azul e cinza lebre (pardo). É um animal com tronco curvo, rabo arredondado e orelhas em “V”. O coelho Gigante de Flandes é um animal musculoso, dócil e com quartos traseiros imponentes O peso mínimo aceito para um coelho jovem, maior de 8 meses, é de 6.000 a 8.000 kg, para machos e fêmeas. Não é impossível ver ao redor do mundo animais chegando a pesar 10 kg e o recorde para a raça está em 12.500 kg.

É importante esclarecer que a maioria das raças de coelhos gigantes foi conseguida através de rigorosa seleção genética com o coelho Gigante de Flandes. O Gigante de Flandes suporta muito bem o frio, mas não suporta calor excessivo. Quando a temperatura ultrapassa 30 graus dentro da criação é necessário manter estes animais com água fresca em abundância e controlar o calor através de boa ventilação e até mesmo com aspersores de água sobre o telhado.
 
Um animal como este necessita ser instalado em uma gaiola de, no mínimo, 80X60X40cm e, na gaiola das fêmeas, o ninho deve ser colocado pela parte de fora para que a matriz fique mais bem acomodada com seus filhotes. Devido ao seu peso é importante que a gaiola tenha um fundo de madeira para evitar calos nas patas.

A alimentação do Gigante de Flandes não deve ser composta somente de ração balanceada. É importante que ele receba também feno de alfafa ou outro feno de boa qualidade. Se houver condições, o criador deverá oferecer também forrageiras como rami, capim napier e outros. Alguns legumes e verduras são muito apreciados pelos Gigantes de Flandes.

A reprodução pode ser iniciada a partir de 8 meses de idade ou quando a fêmea tenha, no mínimo, um peso de 6 kg, mas os coelhos somente entrarão em alta reprodução quando atingirem 10 meses de idade.

Para realizar a cobertura deve-se levar a fêmea até a gaiola do macho e nunca ao contrário. É importante presenciar a cobertura, pois depois de 5 minutos a fêmea pode atacar o macho. A gestação do coelho oscila de 28 a 32 dias e normalmente com 31 dias acontece o parto. O criador não pode esquecer de colocar o ninho 3 dias antes da data prevista para o nascimento dos filhotes. Dentro do ninho deveremos colocar um material seco, macio, sem cheiro e sem pó. Normalmente usamos “maravalha” (raspas de madeira de serraria que deve também ser peneirada) ou capim bem seco e sem mofo.

O formato do ninho externo deve ser de 50X35X30cm. Uma fêmea Gigante de Flandes pode ter de 5 a 16 láparos, mas o número ideal é de 6 a 8 para que a fêmea possa amamentá-los bem.

Esta raça tem maior índice de conversão alimentar (relação ração=carne) que o coelho Nova Zelândia ou Califórnia, porém leva maior tempo para atingir estes resultados. Muitos criadores no mundo buscam aumentar o rendimento de carne (carcaça) cruzando seus coelhos com esta raça.

É importante lembrar que o coelho Gigante de Flandes também é muito utilizado como animal de estimação em função de seu tamanho e da sua docilidade. Mesmo tendo grande porte ele é incapaz de agredir seus donos.

 

Lembre-se que ao adquirir matrizes e reprodutores da Bela Vista você sempre receberá orientações específicas sobre como criar cada raça de coelhos.

Nosso diferencial é transmitir para você os 36 anos de experiência na cunicultura!
coelhobv@terra.com.br